Aula de Engenharia Agronômica aborda índice de maturação da cana e sua relação com as condições climáticas

Aula de Engenharia Agronômica aborda índice de maturação da cana e sua relação com as condições climáticas

Em vídeo, professor Paulo Peloia demonstra a prática que será realizada durante todo o semestre na disciplina de Introdução à Agricultura Geral

Orientados por vídeo pelo professor Paulo Peloia, os estudantes do 3º semestre do curso de Engenharia Agronômica da UniFAJ – Centro Universitário de Jaguariúna  – aprendem sobre o índice de maturação da cana-de-açúcar e sua relação com as condições climáticas. Este acompanhamento acontecerá durante todo o semestre na disciplina de Introdução à Agricultura Geral. 

Segundo o docente, o critério mais recomendado para estimar a maturação da cana-de-açúcar em campo com refratômetro é pelo índice de maturação (IM), obtido pela fórmula: IM = Brix da ponta / Brix da base.

Por definição, o Brix é uma escala numérica de índice de refração de uma solução, comumente utilizada para determinar, de forma indireta, a quantidade de compostos solúveis numa solução de sacarose, utilizada geralmente para suco de fruta.

“Para identificar o Brix da base é necessário retirar o caldo do 3º ou 4º entrenó do colmo partindo-se da base. Colocar 2 ou 3 gotas no refratômetro e fazer a leitura do Brix. Para o Brix da ponta é preciso retirar o caldo do último entrenó maduro do colmo partindo-se da base, ou seja, aquele imediatamente abaixo do que se desprende por inteiro do colmo (palmito). Colocar 2 ou 3 gotas no refratômetro e fazer a leitura do Brix”, explica o professor Paulo.

O professor destaca, ainda, que o valor do IM pode ser interpretado da seguinte forma:

IM Estágio de Maturação

< 0.60 Cana imatura

0.60 a 0.85 Cana em maturação

0,85 a 1,00 Cana madura

> 1,00 Cana em declínio de maturação

Confira as explicações no vídeo

 

 Texto: Tatiane Dias – (MTB 67029)