Curso de Nutrição promove pesquisa sobre alterações alimentares e hábitos decorrentes da pandemia de Covid-19

Curso de Nutrição promove pesquisa sobre alterações alimentares e hábitos decorrentes da pandemia de Covid-19

Podem participar homens e mulheres, residentes no estado de São Paulo, com idade entre 20 e 59 anos, que estejam ou tenham estado durante, pelo menos um mês, em isolamento social

 

O curso de Nutrição do Grupo UniEduK promove até o dia 20 de setembro, a pesquisa online “Alterações no consumo alimentar, hábitos de vida e percepção de imagem de adultos antes e após o distanciamento social provocado pela pandemia de Covid-19”. A pesquisa está disponível pelo link. Ao participante é garantido o anonimato e não há nenhum custo.

Podem participar da pesquisa, homens e mulheres, residentes do estado de São Paulo, com idade entre 20 e 59 anos, que estejam ou tenham estado durante, pelo menos um mês, em isolamento social. A mulher interessada em preencher o formulário não pode estar grávida ou amamentando.

A iniciativa aprovada pelo Comitê de Ética do Hospital Municipal Dr. Mario Gatti, faz parte do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) das alunas de Nutrição: Aline Ferreira Ficher Guimarães, Ana Caroline Silva Santana, Julia Vitória Camargo, Natália Amaral Espinoza e Isabela Orsi. A professora responsável pela orientação da equipe é Karyne Sumico L. U. Jordão.

“O objetivo principal é coletar dados acerca dessas alterações. O estudo visa elucidar as mudanças de comportamento alimentar e autopercepção da imagem corporal em adultos após o início da pandemia e o distanciamento social, de forma a construir estratégias de saúde pública que objetivam melhorar a qualidade de vida da população estudada”, explica a docente.

A docente destaca que o isolamento social, que teve por objetivo desacelerar o espalhamento do Covid-19, ocasionou mudanças de rotina e partir disso, os indivíduos ficaram propensos a apresentar sintomas biopsicossociais, como a ansiedade, estresse e diminuição da qualidade do sono, o que pode decorrer em quadros depressivos, de compulsão alimentar e/ou tabaco e álcool.

“Estudos mostram que esse comportamento pode desencadear distúrbios alimentares, ganho ou perda de peso, sentimentos de autodesprezo, repulsa a forma corporal, baixa autoestima e prejuízo em suas relações interpessoais. A pesquisa ajudará a identificar se esse comportamento está de fato acontecendo com os indivíduos estudados”, salienta a professora Karyne.

O formulário contém um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) com todas as informações sobre objetivos, benefícios, questões éticas sobre a pesquisa, que tem por finalidade a produção de um artigo científico.

 

Texto: Tatiane Dias – (MTB 67029)